13 de dezembro de 2012

Alimentação durante o treino

Em treinos longos, o consumo de carboidrato durante a atividade física é necessário para evitar hipoglicemia, depleção de glicogênio e fadiga. 
A recomendação é de 30 a 60g para cada hora de exercício.


Alimentação durante o treino


Os efeitos da presente orientação só serão efetivos quando associados a uma alimentação equilibrada e não dispensa o atendimento presencial com um nutricionista.

3 de dezembro de 2012

Chás: formas de preparo

Você já viu receitas de chás que são fervidos e outras, que não devem levantar fervura e ficou em dúvida sobre a forma correta de preparo?
Nenhuma das maneiras citadas está errada. A forma de preparo varia de acordo com a parte da planta  utilizada.

Para plantas tenras, folhas e flores: deve-se adicionar água fervente e abafar durante 5 a 10 minutos.

Para partes mais consistentes, como raiz e caule: deve-se adicionar água fria e levar ao fogo durante 5 a 10 minutos (podendo chegar até 30 minutos no caso de partes mais duras).


Chás: formas de preparo




Os efeitos da presente orientação só serão efetivos quando associados a uma alimentação equilibrada e não dispensa o atendimento presencial com um nutricionista.

22 de novembro de 2012

Creme de ricota

Ingredientes
450g de ricota
1/2 envelope de gelatina em pó sem sabor e incolor
1 colher (chá) de sal
1 xícara de água fria
1 xícara de água fervente
Preparo
Bata os quatro primeiros ingredientes no liquidificador e deixe descansar por alguns minutos. Em seguida,  acrescente água fervendo e bata por mais alguns minutos. Levar à geladeira.



Creme de ricota




Os efeitos da presente orientação só serão efetivos quando associados a uma alimentação equilibrada e não dispensa o atendimento presencial com um nutricionista.

12 de novembro de 2012

Como combinar ervas e especiarias

Como combinar ervas e especiarias
Veja como combinar ervas e especiarias. Dê mais sabor a comida com estes condimentos e aproveite para diminuir o sal.
Como combinar ervas e especiarias



Os efeitos da presente orientação só serão efetivos quando associados a uma alimentação equilibrada e não dispensa o atendimento presencial com um nutricionista.

23 de outubro de 2012

Você acha gelatina saudável?

Você acha gelatina saudável?
Se você consome gelatina e oferece  às crianças achando que é um produto saudável e que faz bem para a pele, está na hora de mudar este conceito.
As gelatinas comuns, vendidas nos supermercados, são compostas de aromatizantes e corantes artificiais. Alguns corantes utilizados no Brasil são proibidos em vários outros países. Em relação ao colágeno, a quantidade contida nas gelatinas é muito pequena, portanto, elas não são fontes de colágeno.
Uma pesquisa feita pela Pro Teste Associação de Consumidores detectou excesso de açúcar, presença de edulcorantes (adoçantes) em duas marcas que já continham açúcar e presença de corante artificial  relacionado à hiperatividade no público infantil.

Uma opção mais saudável é preparar a gelatina. Veja a receita:

Ingredientes                                                                                                                            
- 1 pacote de gelatina incolor e sem sabor
- 2 copos de suco de uva concentrado e sem açúcar ("vem na garrafa")


Preparo
Misture o suco e a gelatina (dissolvida conforme a recomendação da embalagem). Coloque em taças e leve à geladeira. 

Os efeitos da presente orientação só serão efetivos quando associados a uma alimentação equilibrada e não dispensa o atendimento presencial com um nutricionista.

19 de outubro de 2012

Como está a alimentação do seu filho?

Na correria atual, a preocupação dos pais é apenas que os filhos comam. Mas do que eles estão se alimentando?
A obesidade infantil, crianças com pressão alta, glicemia e perfil lipídico alterados são cada vez mais comuns.
Muitos pais trazem a criança ao consultório para “tratar a doença”, mas não querem abrir mão da rotina alimentar desregrada da família.
A seleção de alimentos é determinada, primeiramente, pelos pais, práticas culturais e éticas do grupo; assim, o trabalho de educação alimentar não pode ser restrito à escola. A escola pode promover a alimentação saudável, mas não tem o poder de sozinha formar o hábito alimentar das crianças.
Não há milagre, apenas mudanças e comprometimento.



Os efeitos da presente orientação só serão efetivos quando associados a uma alimentação equilibrada e não dispensa o atendimento presencial com um nutricionista.

13 de agosto de 2012

Mastigar...mastigar e mastigar

Cada vez mais, a falta de tempo e a pressa na hora das refeições, fazem com que as pessoas engulam a comida.
Os alimentos devem chegar ao estômago na forma de bolo alimentar (veja no vídeo) e não aos pedaços, pois no último caso, as consequências são: má digestão, gases, desconforto gastrointestinal e o ganho de peso.
Como leva cerca de 15 a 20 minutos para ativar o centro da saciedade, as pessoas que fazem uma refeição em 10-15 minutos, ingerem quantidades maiores, já que se alimentam mais rápido do que o tempo de ativação da saciedade.
Para treinar, comece a refeição com folhas e legumes, alimentos fibrosos, que necessitam de maior mastigação e policie-se para que o tempo total da refeição não seja inferior a 15 minutos.

Observe no vídeo como o alimento deve ser mastigado, passando de um lado para o outro da boca até transformar-se de sólido para pastoso.


https://www.youtube.com/watch?v=hoHbJlyuUo8

Os efeitos da presente orientação só serão efetivos quando associados a uma alimentação equilibrada e não dispensa o atendimento presencial com um nutricionista.

16 de maio de 2012

Cafezinho expresso ou filtrado?

Cafezinho expresso ou filtrado
Quem está preocupado com os níveis de colesterol e as doenças cardiovasculares deve optar pelo consumo do café filtrado.
O grão de café possui as substâncias cafestol e kahweol, que estão relacionadas com o a elevação do colesterol total e da fração LDL-colesterol (“colesterol ruim”). Quando o café é coado, o filtro tem o poder de reter essas substâncias, por isso, as pessoas com colesterol elevado devem evitar o consumo de café expresso.



Os efeitos da presente orientação só serão efetivos quando associados a uma alimentação equilibrada e não dispensa o atendimento presencial com um nutricionista.

9 de março de 2012

Ração Humana

Ela está na moda e sendo vendida com a promessa de emagrecimento, mas será que funciona?

A “ração humana” é uma mistura, principalmente, de cereais, que oferece vitaminas, minerais, proteínas e fibras. Esta mistura contribui para a sensação de saciedade proporcionada pelas fibras, ela “sustenta”. Também melhora o funcionamento do intestino, ajudando a eliminar as toxinas. Desta forma, ajuda no emagrecimento.
Mas cuidado, ela não deve substituir uma refeição, pois o emagrecimento resulta de hábitos alimentares saudáveis e não de fórmulas mágicas. Por quanto tempo você consegue jantar a “ração humana”? E quando enjoar, o peso volta?
O mix de cereais pode ser introduzido no intervalo entre as refeições principais, no lanche do dia em que há maior fome, por exemplo.
O consumo diário deve ser de duas colheres de sopa. Lembre-se de que o aumento da quantidade de fibra, pede maior ingestão de água, do contrário, em vez do intestino funcionar melhor, pode prender, já que a fibra depende da água para hidratação, resultando em fezes mais macias.


Preste atenção:

Para quem já tem o intestino solto, cuidado!!

Quem tem diabetes precisa ficar atento às receitas que contêm açúcar mascavo (não devem ser consumidas) e lembrar-se de que estes cereais entram na contagem de carboidratos do dia.

Hipertensos não devem consumir receitas contendo pó de guaraná e cacau.


O ideal é que o mix seja preparado de forma específica e com os componentes que agrade ao paladar de cada um.

Os efeitos da presente orientação só serão efetivos quando associados a uma alimentação equilibrada e não dispensa o atendimento presencial com um nutricionista.
Site Fernanda Magro - Nutricionista Jundiaí