27 de junho de 2011

Alimentos termogênicos

Os alimentos termogênicos geram um consumo  maior de calorias para a realização da digestão, podendo ser aliados no processo de emagrecimento. 
Vale ressaltar que o exagero no consumo desses alimentos pode levar ao surgimento de sintomas como dor de cabeça, tontura, insônia e problemas gastrointestinais. Hipertensos e indivíduos com problemas cardíacos devem ter cuidados aumentados, pois alguns desses alimentos fazem o coração trabalhar mais rápido. Por causa da influência sobre o metabolismo, os termogênicos não devem ser ingeridos por quem sofre de disfunções da tireóide.                                 
Outro cuidado a ser tomado é não consumir esses alimentos no período noturno para não prejudicar o sono.

Alimentos termogênicos de relevância:
Pimenta vermelha
Mostarda
Gengibre
Vinagre de maçã
Acelga
Aspargos
Couve
Brócolis
Laranja
Kiwi
Café
Guaraná
Água gelada
Linhaça
Gorduras vegetais
Gorduras de coco
Produtos derivados de chocolate
 

 Se você se interessou pelo tema, leia o artigo completo:  
Uso de Alimentos Termogênicos no Tratamento da Obesidade.


Fonte: CARDOSO, J. ; MARTINS, J. ; BENITES, J. ; CONTI, T. ; SOHN, V. Uso de Alimentos Termogênicos no Tratamento da Obesidade. Rio de Janeiro, Junho de 2010.

Os efeitos da presente orientação só serão efetivos quando associados a uma alimentação equilibrada e não dispensa o atendimento presencial com um nutricionista.

9 de junho de 2011

O inverno engorda?

O funcionamento do organismo depende de uma temperatura adequada, em torno de 37ºC. Para manter a temperatura corporal dentro da faixa de normalidade, durante os dias mais frios, o corpo precisa aumentar a produção de calor, gastando, assim, mais calorias. No inverno, o metabolismo aumenta cerca de 10%.
O aumento do apetite no inverno é normal, já que o corpo precisa de mais energia para produção de calor. Então, comer um pouquinho a mais no inverno não é a causa do ganho de peso, pois o metabolismo está mais acelerado, “queimando” essa maior ingestão de alimentos para a regulação da temperatura corporal.
Na realidade, o problema é que no frio as pessoas ficam mais paradas, diminuem o ritmo das atividades físicas e exageram nos alimentos mais gordurosos, resultando no ganho de peso.
Quem segue uma alimentação equilibrada, sem exageros e mantém um programa de exercícios físicos consegue, facilmente, manter ou mesmo emagrecer nesse período.
A dica é manter os exercícios e caprichar nos chás quentes, sopas, vegetais cozidos, leite desnatado com cacau e adoçante, frutas aquecidas...


Os efeitos da presente orientação só serão efetivos quando associados a uma alimentação equilibrada e não dispensa o atendimento presencial com um nutricionista.
Site Fernanda Magro - Nutricionista Jundiaí