28 de março de 2011

A “doença do peixe cru”

A Difilobotríase, conhecida como doença do peixe cru, é uma infecção causada por um parasita de peixes. A contaminação acontece pelo consumo de peixe cru ou mal cozido, contendo as larvas do verme.
Com o aumento crescente do consumo de preparações orientais com peixes crus ou mal passados pelos ocidentais, a tendência é que a doença se torne cada vez mais presente.
Os sinais e sintomas são variáveis, de acordo com o desenvolvimento atingido pelo parasita no homem. A maioria dos casos apresenta-se de forma assintomática, entretanto, podem ocorrer distensão abdominal, flatulência, cólica abdominal intermitente, emagrecimento e diarréia, sendo uma complicação importante a anemia grave.
Para ter maior segurança no consumo de peixes crus,  verifique se o restaurante é fiscalizado pela ANVISA.


Fonte: Elisama dos Santos Monteiro Silva. Difilobotríase: A Tênia do Peixe


Os efeitos da presente orientação só serão efetivos quando associados a uma alimentação equilibrada e não dispensa o atendimento presencial com um nutricionista.

23 de março de 2011

Tem certeza de que prefere tomar refrigerante?

Os açúcares não são todos iguais e o tipo presente nos refrigerantes é o xarope de frutose de milho. A Universidade de Princeton revelou que o consumo exagerado deste xarope, a longo prazo, leva a um aumento anormal de gordura abdominal. Em 2010, uma pesquisa da Universidade de Duke demonstrou que, devido ao xarope de frutose de milho, o consumo regular de refrigerantes provoca os mesmos danos ao fígado (fibrose e acúmulo de gordura) do que a ingestão abusiva de bebidas alcoólicas.
Para quem pensou que a solução seria tomar o refrigerante “light”/”diet”/”zero”, cuidado!
"O periódico Circulation publicou uma pesquisa sobre os hábitos alimentares de 16 mil indivíduos de meia-idade, acompanhados por mais de nove anos, com objetivo de investigar a relação entre a dieta e a síndrome metabólica - uma conjunção de problemas como resistência à insulina, colesterol ruim elevado, hipertensão arterial e gordura abdominal. No cômputo geral dos resultados, um achado surpreendente: os voluntários que bebiam uma lata de refrigerante diet por dia apresentaram um risco 34% maior de desenvolver a síndrome metabólica (REVISTA SAÚDE, 2008).
Leia mais sobre o refrigerante diet em:  Revista Saúde
Os refrigerantes dietéticos também possuem quantidade de sódio ainda mais elevada devido aos adoçantes: ciclamato de sódio e sacarina sódica. Além disso, é importante ressaltar que qualquer bebida com gás pode dilatar o estômago em até 50%, provocando uma diminuição da saciedade,  o que contribui para maior ingestão de alimentos e consequente ganho de peso.

1 de março de 2011

KEFIR

Kefir são grãos descobertos na região do Cáucaso, constituídos por bactérias láticas e leveduras. No Brasil, é usado como um produto da medicina popular e a maneira mais simples de consegui-los é por doação.
Os grãos de Kefir são colocados no leite, no qual fermentam. Logo em seguida, são coados e podem ser usados novamente porque os micróbios se renovam sem perder suas propriedades. O leite desnatado é a melhor opção para fermentação, já que o número de bactérias láticas aumenta quando há um menor nível de gordura.
“Puro, o leite fermentado com quefir se assemelha ao iogurte natural quanto a sabor, aroma e consistência”. Um copo por dia é o recomendado para combate às inflamações, melhora do funcionamento intestinal e da pele.

Fonte:
QUEFIR: basta um copo por dia - Nutrição – Revista Saúde –  No 331 – Dezembro, 2010.

Os efeitos da presente orientação só serão efetivos quando associados a uma alimentação equilibrada e não dispensa o atendimento presencial com um nutricionista.
Site Fernanda Magro - Nutricionista Jundiaí